Mucugê

Um dos destinos mais procurados da Chapada Diamantina, o município de Mucugê é tombado como patrimônio nacional pelo Iphan e destaca-se pela arquitetura colonial. É cercado de montanhas e possui como atrativos naturais cânions e belas cachoeiras. Na região, apareceram os primeiros diamantes da Chapada Diamantina, em 1844.

Um dos principais cartões-postais da cidade é o cemitério de estilo bizantino, considerado único no Brasil, com jazidas em forma de igreja e pintadas de branco. Outro destaque é o Parque Municipal de Mucugê, que abriga o Projeto Sempre-Viva, dedicado à educação e preservação ambiental, e o Museu Vivo do Garimpo.

Para dinamizar a atividade turística o município elaborou um calendário de eventos que inclui festivais literários e musicais, atividades esportivas e workshops de observação de aves. Entre as atrações culturais mais significativas estão o Festival de Chorinho e o Vozes da Chapada, além dos festejos de São João.

Enoturismo – Outro forte da região, fértil em água, é o agronegócio. Neste segmento, destacam-se novos investimentos com viés também para o turismo. É o caso da Fazenda Progresso, onde está sendo implantada uma vinícola que deverá se transformar em grande polo do Enoturismo, com a construção de hotel e infraestrutura para receber turistas.

A idéia é promover a integração entre Ecologia, Agronomia e Enoturismo, para que os visitantes possam conhecer a essência da produção do vinho no local. Será também a única empresa do mundo a produzir vinho e café, graças às condições climáticas da região.

O empreendimento pretende produzir uma grande variedade de tipos de vinho, tanto brancos quanto tintos. As condições climáticas da Chapada, diferentes de todo o Brasil, favorecem a produção de um vinho de alta qualidade.

Há também projeto para a criação da Rota das Frutas Vermelhas, um novo atrativo para diversificar a atividade turística. Com temperaturas amenas, o município da Chapada Diamantina já produz morango, que é vendido nas capitais do Nordeste. Agora, produtores da agricultura familiar de Mucugê investem também no cultivo de outras frutas vermelhas, como amora preta, framboesa, pitaia, fisális e mirtilo.

Como chegar:

Há pelo menos duas maneiras de chegar a Mucugê partindo de Salvador: via BR-242, passando por Itaberaba, até o entroncamento com a BA-142, e via BR-116 até pouco antes de Milagres, onde há um entroncamento para Iaçu, Marcionílio Souza e,em seguida, Itaetê, até encontrar a BA-142, num total de 430 km a partir de Salvador.