Juazeiro

Colher uvas direto do parreiral, degustar vinhos e espumantes, pegar um barco com música ao vivo, toboágua, degustar mais vinhos e espumantes acompanhados de petiscos variados, dar um mergulho no “Velho Chico”, como carinhosamente é chamado o Rio São Francisco e, no fim da tarde, curtir o pôr do sol.

Parece roteiro de filme, mas não é. Tudo isso se encontra em Juazeiro, município a 500 km de Salvador, que nasceu à margem direita do São Francisco pelos idos de 1878 e de lá para cá tem muitas histórias. O roteiro permite ao turista fazer um passeio de barco pelo Rio no Vapor do Vinho, mas antes, ele vai conhecer uma vinícola, presenciar o cultivo da uva, passando pelo local do fabrico do vinho até sua degustação.

Mas além dessas opções, o turista não pode deixar de conhecer o Museu Regional do São Francisco, o vapor Saldanha Marinho e o Memorial da Bossa Nova, instalado na casa onde nasceu João Gilberto.
O memorial foi entregue à população local em julho deste ano. Lá, tem um painel contando a história do cantor e compositor, fotos desde a sua infância até os últimos anos de sua vida, além de documentário e um compilado de vídeos com entrevistas e shows do artista, incluindo um DVD inédito, gravado no Japão.

Agora, que você já sabe um pouco do que vai encontrar em Juazeiro, é só programar a próxima viagem, que pode ser de carro ou de avião. Empresas aéreas fazem voos para Petrolina, que fica separada de Juazeiro apenas por uma ponte, algo em torno de 20 minutos. Se for de carro, partindo de Salvador, é só pegar a BR 324 e depois a 407.