Jussiape

Iniciou-se o povoamento do território em meados do século XVIII, com a chegada de exploradores de ouro nas Lavras Diamantinas, que faziam pousada no lugar onde hoje se situa a cidade. Alguns se estabeleceram com a criação de bovinos, ficando a localidade conhecida por Fazenda do Gado. Cresceu o povoado em função da pecuária e do fornecimento de carne do sol da região das minas. Em 1890, mudou-se o topônimo para Juciape, vocábulo de origem tupi que significa "lugar onde a caça bebe água".

Fundada a 9 de julho de 1962, Jussiape está localizada a 630 km de Salvador – na parte meridional da Chapada Diamantina, limitando-se com os municípios de Abaíra, Ibicoara, Mucugê, Rio de Contas, Ituaçu e Barra da Estiva. O município é banhado pelo Rio das Contas e a sua sede fica situada nas margens deste rio, o principal atrativo natural da cidade.

Além de possuir uma riquíssima história, Jussiape preserva seus costumes e suas tradições folclóricas e, ainda, agrega em seu território belezas cênicas singulares, o Morro do Cruzeiro de onde se tem uma vista geral da cidade; as cachoeiras do Cantagalo e do Bicho; as grutas da Tapera e da Tabatinga; a Toca da Onça no Espinho; a Serra da Itobira; os garimpos antigos; o balneário da Barra, em Caraguataí; os rios Água Suja, das Contas e Taquarí; dentre outras atrações turísticas. Há também, sítios arqueológicos significativos, a exemplo das representações pictóricas inéditas da Serra da Tapera e as pinturas rupestres do Espinho.


Atrações

Outras Informações

  • Características
  • Manifestações Culturais
  • Telefones Úteis
  • Como Chegar
Bahia.com.br
Copyleft 2019