Terreiro Bate Folha (Mansu Banduquenqué)

Fundado em 1916, pelo Tata Manoel Bernardino da Paixão, possui a maior área urbana remanescente de Mata Atlântica, aproximadamente 15,5 hectares. De nação angola, tem rituais diferente da maioria dos terreiros de Salvador, de nação kêtu-nagô. Os angola ou congo não cultuam orixás, mas inkinsses. A língua falada nos rituais também é diferente. Enquanto os de origem kêtu-nagô falam iorubá, os de angola falam kimbundo ou kikongo. Depois da morte de Bernardino, o terreiro passou a ser comandado por Maria Genoveva do Bonfim, a Mam´etu Tuhenda Nzambi, também conhecida como Maria Nenem. É considerado o maior terreiro do Brasil em extensão.

Bahia.com.br
Copyleft 2019