Sítios baianos possuem acervo variado

rupestre

A arte rupestre encontrada na Bahia segue uma linha semelhante às encontradas em outros estados do Nordeste. Os pesquisadores costumam categorizar os tipos de desenhos através de tradições históricas que se repetem em uma região ou em uma época específica, com tamanhos, temas e cenários semelhantes. As figuras e gravuras registradas na Bahia dividem-se entre a Tradição Nordeste, Tradição Agreste, Tradição São Francisco e Tradição Astronômica.

A Tradição Nordeste consiste em uma série de cenas compostas por figuras de animais e de homens sempre interagindo na mesma cena, onde normalmente há algum movimento de capturas, caças, lutas, danças, rituais, com bastante dinamismo e traços finos e delicados, em desenhos bem definidos.

Já a Tradição Agreste, também composta por motivos de animais e homens, agrupa figuras mais rígidas, grandes, e sem compor uma cena de ação específica, em traços largos e contornados. Algumas imagens de ave com grandes asas, de até 1,5 metro de altura, de lagartos, tartarugas e palmas das mãos costumam ser recorrentes.

Uma terceira tradição, a São Francisco, encontrada na região do Vale do São Francisco, reúne desenhos geométricos e figuras em policromia. Representações de bastonetes, grades, pentes, lanças, cestas e outros artefatos, traços em ziguezagues e animais são comuns dentro desta linha.

A Tradição Astronômica, considerada por alguns pesquisadores, revela em desenhos de mapas astrais, sistemas de planetas e astros, além de calendários e fases da lua. As figuras geométricas dessa tradição repetem-se e são atribuídas a alguns conhecimentos astronômicos por parte das tribos indígenas que habitavam a região há milhares de anos.

 

Bahia.com.br
Copyleft 2019