Capela Santa Efigênia

Toda edificada por escravos, a Capela Santa Efigênia era o único templo em louvor à santa africana de origem etíope. À época, século XVIII, os negros eram proibidos de freqüentar cultos na igreja “dos brancos” e quando, em 1750, foram agraciados com um pequeno pedaço de terra – Sesmaria -, prontamente deram início à coleta de materiais para a construção da capela, iniciada em 1755. As obras se estendiam durante a noite e madrugada adentro, entoada pelos cânticos de desabafo das mágoas e temores dos escravos. Não à toa, o templo é carregado de uma atmosfera mística fascinante.
Fundada sobre alicerces de pedra, tijolos maciços e massa forte com óleo de baleia, vinda do Pontal do Sul, a capela deu-se por concluída somente em 1767. De fato, foi construída, apenas, a parte referente ao Ádrio da Igreja, em destaque até hoje na Praça Teófilo Otoni, em Caravelas.
 

Bahia.com.br
Copyleft 2019