Andaraí

Na região central do Parque Nacional da Chapada Diamantina situa-se Andaraí, banhada pelo rio Paraguaçu e a 430 km de Salvador. O município oferece acesso a vários atrativos naturais da região, como o Poço Encantado, o Poço Azul, o pantanal Marimbus e a Gruta da Paixão. Já na cidade, destaca-se a arquitetura, com prédios construídos no século 18 principalmente no centro.

O Poço Encantado tem 110 metros de comprimento e 70 de largura, com coloração intensamente azul. A visita começa com uma descida por escada e depois pela rocha, na entrada da gruta. O local oferece uma visão deslumbrante quando a luz entra pela abertura da gruta do Poço Encantando.

É uma das imagens mais famosas da Chapada Diamantina. O melhor período para observar o fenômeno vai de abril a setembro, quando a posição do sol permite a entrada da luz. 

No pantanal do Marimbus uma programação interessante é navegar pelas águas tranquilas e escuras do Rio Marimbus. O trajeto dura cerca de 1h40 percorrendo os caminhos do rio por entre matas nativas e vegetação. Na sequência, uma pequena trilha dá acesso às piscinas do Rio Roncador.

A Gruta da Paixão é a mais antiga da Chapada e possui 7 km de extensão. Já não há mais água corrente na superfície, mas é imperdível o passeio que permite descobrir belas formações de estalagmite e estalactite de cristal. As piscinas do Rio Coisa Boa, a Cachoeira do Ramalho, a Lapa do Bode, as cachoeiras do Rio Garapa, os poços da Donana e da Paraíba são outros pontos turísticos de Andaraí, além das famosas praias do Paraguaçu.

A região tem também como grande atrativo turístico o distrito de Igatu, que nos tempos áureos do garimpo era conhecido como a antiga vila Xique Xique de Igatu. As ruínas das casas de pedra do distrito integram um Conjunto Arquitetônico, Urbanístico e Paisagístico tombado pelo Iphan. O acervo de Igatu inclui a Galeria Arte e Memória, verdadeiro museu a céu aberto que abriga utensílios do garimpo e exposições temporárias de artistas. O distrito tem ainda seis cachoeiras ao redor.